As manchas na pele negra são muito comuns, mesmo sendo admirada por ser mais firme e não mostrar tantos sinais de envelhecimento. A pele é o maior órgão do corpo humano e fica exposto diariamente às agressões ambientais, como poluição e luz solar. Por isso, necessita de cuidados especiais para manter-se saudável e com boa aparência.

Rotinas diárias de limpeza, tonificação e hidratação — principalmente para o rosto, que é a região mais sensível — não podem faltar. E os diferentes tipos de pele também exigem cuidados específicos. Para lhe ajudar, elaboramos este post sobre como surgem as manchas na pele negra e como tratá-las. Confira!

Quais as diferenças entre os tons de pele?

Além da diferença de tom, a pele branca e a negra têm estruturas que justificam a necessidade de cuidados diferenciados para cada uma. A primeira diferença diz respeito à quantidade de melanina, que é o pigmento da pele — a negra contém mais dessa proteína do que a branca, o que predispõe ao surgimento de manchas hiperpigmentadas na pele.

Em contrapartida, a maior pigmentação confere uma proteção natural contra a radiação solar, além de reduzir os efeitos do fotoenvelhecimento e minimizar o aparecimento de rugas e a flacidez. Outro ponto é que a cicatrização da pele negra está mais associada ao surgimento de queloides, devido ao aumento da atividade dos fibroblastos.

Os níveis de oleosidade também são diferentes: a pele negra costuma ser mais ressecada no corpo e mais oleosa no rosto, enquanto que a branca geralmente tem mais uniformidade nesse sentido. Isso faz com que, normalmente, as pessoas negras sejam mais acometidas pela acne.

O que causa manchas na pele negra?

Como citamos, a pele negra apresenta maior quantidade de melanina, mais especificamente a eumelanina, que produz pigmentos acastanhados. Essa proteína tem a capacidade de causar uma hiperpigmentação em qualquer parte do corpo, principalmente no rosto, axilas, joelhos, cotovelos e virilhas, que são as áreas mais expostas às intervenções externas, como atrito de roupas ou ação do clima.

Dessa forma, qualquer agressão, irritação ou inflamação que acomete a pele negra pode resultar no aparecimento de áreas escuras. As principais causas que levam ao surgimento das manchas são:

  • marcas de acne;

  • foliculite;

  • pelos encravados;

  • queimaduras;

  • procedimentos cirúrgicos;

  • procedimentos estéticos (peeling, depilação);

  • reação a produtos de cuidado para pele mais abrasivos.

Como evitar que as manchas apareçam?

Alguns cuidados especiais podem ser tomados para evitar o surgimento de manchas na pele negra. Veja!

Protetor solar

A pele negra apresenta proteção natural contra a radiação solar, mas isso não significa que as pessoas com esse tom de pele não necessitam de cuidados extras. Recomenda-se o uso diário de protetor solar especial para o rosto com fator 15, mesmo em dias nublados e em ambientes fechados. Deve-se reforçar a cada duas horas, para evitar manchas de queimadura solar.

Limpeza

O maior nível de oleosidade da pele negra está relacionado ao surgimento da acne, que pode posteriormente causar o aparecimento de manchas escurecidas. Por isso, recomenda-se o uso de sabonetes antioleosidade para limpeza facial duas vezes ao dia, seguido do uso de tônicos especiais para essa área do corpo.

Hidratação

Apesar de o rosto ser mais oleoso, ele ainda precisa de hidratação. A pele negra tem uma epiderme mais espessa que a protege de agressões externas, porém também impede que todos os componentes dos hidratantes sejam devidamente absorvidos. Por isso, recomenda-se o uso diário de cremes, principalmente nas regiões mais secas, e deve-se evitar banhos muito quentes, pois eles ressecam mais a pele.

Produtos específicos

Alguns outros produtos podem ser utilizados para a prevenção das manchas na pele negra, como os que contém os ativos de vitamina C, alfa-hidroxiácidos, ácido fítico, arbutin, phe-Resorcinol e ácido kójico. É importante priorizar os menos abrasivos, a fim de evitar reações e irritações na pele que possam levar ao surgimento de manchas.

Como tratar as manchas na pele negra?

Se você já tem manchas e quer saber como tratá-las, temos uma boa notícia: existem alguns produtos e tratamentos que ajudam a minimizar o escurecimento de pequenas áreas. Confira alguns!

Cremes clareadores

Alguns cremes podem ajudar no clareamento das manchas na pele negra ou em sua prevenção. Os produtos com ativo niacinamida são bem-vindos, pois a substância presente neles ajuda na regulação da produção da melanina. Sua ação é a de equilibrar a transferência do pigmento para a parte superior da pele, o que favorece a uniformização do tom da pele do rosto.

Peeling químico 

Esse tratamento consiste na aplicação do ácido retinóico, também conhecido como vitamina A, com o intuito de promover a descamação progressiva da derme e estimular a produção de diferentes tipos de colágeno. Os resultados do peeling químico incluem:

  • uniformização do tom da pele do rosto;

  • clareamento de manchas;

  • reorganização das fibras elásticas danificadas pela exposição solar;

  • melhora da irrigação e hidratação da derme.

Laser

É preciso cuidado para a aplicação desse tratamento, justamente devido à grande quantidade de melanina na pele negra — um laser mais agressivo pode até levar ao aparecimento de novas manchas. Existem aparelhos especialmente indicados para esse tipo de pele, com tecnologias que privilegiam a maior penetração da luz, sem grande absorção na superfície da derme (local onde há maior concentração de melanina).

Por fim, é importante lembrar que todos os tratamentos de manchas na pele negra devem ser acompanhados por profissionais especialistas, a fim de que o problema não se torne mais grave. Dessa forma, é possível garantir a segurança e a eficácia das técnicas utilizadas.

E aí, gostou do texto? Quer ler mais sobre a pele e seus cuidados? Então continue no site e leia nosso texto sobre os tipos de pele!

Autor

Escreva um comentário

Agende sua consulta
Share This