A flacidez pode ser um grande desafio para quem quer deixar a pele mais firme, tonificada e com um aspecto saudável. Ela ocorre por vários motivos e acomete até mesmo pessoas magras, especialmente aquelas que perdem grande quantidade de massa em um curto período de tempo.

Mas, para o alívio de quem busca por uma pele bonita, a notícia é boa: flacidez tem solução! Com algumas mudanças de hábito e estilo de vida, além de tratamentos estéticos eficazes, é possível recuperar a tonicidade da pele — tanto do rosto quando do corpo — sem sofrimento.

Quer entender quais são os tipos de flacidez e como proceder para evitá-la? Continue a leitura!

Quais são os tipos mais comuns?

De modo geral, são definidas duas formas diferentes desse problema estético: uma relacionada à pele em si — chamada flacidez tissular — e outra referente aos músculos — flacidez muscular.

O primeiro tipo pode ser causado pelo envelhecimento da pele, que é acelerado em decorrência da exposição solar, pelo efeito sanfona ou pela gravidez, entre outros motivos. A diminuição do tônus tissular ocorre quando as fibras de sustentação da pele — o colágeno e a elastina — perdem suas funções originais.

O declínio das atividades dessas duas proteínas faz com que a camada de gordura subcutânea não se mantenha uniforme, resultando em um aspecto flácido da pele. Já a flacidez muscular é causada essencialmente pelo enfraquecimento das fibras dos músculos.

A falta de estímulo nessas estruturas faz com que elas percam seu tônus e, com isso, fiquem sem contornos definidos. Assim, a pele ganha um aspecto “caído”, mesmo em pessoas que não estão acima do peso.

Quando a flacidez tissular e a muscular aparecem simultaneamente, a aparência geral fica da cútis fica ainda pior. Mas nem tudo está perdido! Flacidez tem solução e é isso que vamos ver a seguir.

Como evitar e tratar a flacidez?

Evite o excesso de sol

Os raios ultravioletas danificam a pele em sua camada mais profunda, a derme, que é onde se encontram as fibras de colágeno e elastina. Entre os danos causados, está a destruição da estrutura dessas proteínas, o que prejudica a sustentação da pele.

Por isso, o ideal é evitar a exposição excessiva e utilizar sempre um bom filtro solar, lembrando-se de reaplicá-lo a cada duas horas, pelo menos. Assim, é possível prevenir-se não apenas da flacidez, mas também do envelhecimento precoce e das manchas.

Alimente-se melhor

Alguns alimentos são capazes de fazer maravilhas na pele. As frutas vermelhas, como morango, amora e framboesa, são ricas em vitamina C e cianidina, que ajudam na produção de colágeno, diminuindo a flacidez.

Outro bom exemplo é o brócolis. Rico em zinco, vitaminas A e C e luteína, ele previne o ressecamento da pele. Manter a cútis hidratada é essencial para evitar a flacidez, uma vez que a hidratação auxilia na renovação das fibras colágenas e elásticas, além de melhorar a circulação e diminuir o inchaço provocado pela retenção de líquidos.

Abandone os vícios

Nem é preciso dizer que vícios como fumar são péssimos para a pele, não é? As substâncias presentes no cigarro aceleram o envelhecimento e prejudicam as células, além de provocarem inúmeras doenças. Por isso, deixe-o de lado o quanto antes.

O álcool é outro vilão da pele. Entre seus efeitos, estão a desidratação e a oxidação, que aceleram o envelhecimento cutâneo.

O vinho, por sua vez, pode ser considerado um bom aliado, uma vez que contém resveratrol, um importante antioxidante. Mas é sempre bom lembrar: beba com moderação e bom senso, pois, em excesso, essa bebida também é prejudicial à pele e ao organismo em geral.

Exercite-se mais

Outra dica que mostra que flacidez tem solução é a prática de exercícios físicos. Para quem quer uma solução para a flacidez, uma boa escolha é a musculação. Isso porque ela fortalece as fibras musculares, além de hipertrofiá-las. E mais: a substituição da gordura por músculos deixa a pele com aspecto tonificado.

Outro benefício da atividade física é a manutenção do peso. O efeito sanfona é um dos grandes responsáveis pela flacidez, já que a variação na balança provoca o rompimento das fibras de colágeno e elastina. Assim, o melhor é encontrar seu peso ideal e manter-se nele, sem grandes mudanças.

Abuse dos hidratantes

Aplicar cosméticos hidratantes diariamente é imprescindível para quem deseja uma pele livre da flacidez. Os que apresentam melhores resultados são aqueles que contêm DMAE em sua fórmula.

Essa substância aumenta a produção de colágeno e atua diretamente no músculo, com um efeito tensor (o famoso efeito lifting). Além disso, os cremes e óleos hidratantes são particularmente interessantes para grávidas.

Isso porque, com o estiramento da pele e o ganho de peso normais dessa fase, é possível que ocorra uma indesejável flacidez pós-parto. Para evitar tal risco, as gestantes devem investir em bons produtos, que sejam aprovados pelo médico, uma vez que determinadas substâncias são contraindicadas nesses casos.

Invista em tratamentos estéticos

A evolução da tecnologia tem trazido tratamentos cada vez mais eficazes para a flacidez. Exemplo disso é a radiofrequência, que utiliza um aparelho que aquece as camadas mais profundas da pele, favorecendo a produção de colágeno. O aquecimento deve ser controlado pelo profissional (habilitado para a técnica) e bem tolerado pelo cliente.

A corrente russa é outro grande aliado na luta contra a flacidez. Sua ação é direta no músculo, promovendo um estímulo elétrico que contrai as fibras, como ocorre na prática de exercícios. Com isso, o músculo ganha tonicidade e contornos mais definidos, deixando a pele com um aspecto bonito e torneado.

Outra opção bastante eficiente para o combate à flacidez é o ácido polilático. Ao contrário dos anteriores, esse é um tratamento invasivo, que consiste na aplicação do produto sob a pele. Por atuar como um preenchedor, tal ácido oferece resultado imediato, mas também age ao longo do tempo, sendo um estimulador do colágeno.

Vale lembrar que cada tratamento tem suas contraindicações e cada pessoa apresenta necessidades especiais. Por isso, é fundamental procurar por um profissional competente e habilitado, que poderá fazer o diagnóstico correto de sua queixa e indicar os procedimentos adequados para saná-la.

Agora que você já sabe que flacidez tem solução, que tal receber mais dicas de beleza e bem-estar? Assine nossa newsletter e fique por dentro de todas as novidades sobre estética!

Autor

Escreva um comentário

Agende sua consulta
Share This