Category

Procedimentos

Category

Tiramos as dúvidas mais comuns sobre tratamento de acne!

Milhares de pessoas sofrem com a acne no mundo inteiro. Além de ser incômodo e dolorido, afeta, e muito, a autoestima. Para muita gente pode parecer exagero, mas quem sofre com espinhas e cravos sabe como pode ser difícil manter uma vida social, estando tão insatisfeito com a própria aparência.

Mas, graças ao avanço da medicina, hoje já temos recursos efetivos para o tratamento de acne, possibilitando ótimos resultados. Por isso, no post de hoje, traremos mais informações sobre tratamento de acne e abordaremos as principais dúvidas sobre esse assunto. Confira!

O que é acne?

A acne é uma doença que acomete os folículos da pele, devido à exacerbada produção de sebo. A hiperatividade das glândulas sebáceas, em conjunto com células mortas,  obstruem os folículos, predispondo a proliferação de bactérias na região. Todo esse processo pode gerar inflamação, que se apresenta na forma de espinhas e nódulos.

Geralmente, as áreas mais afetadas pela acne são: face, pescoço, colo e costas.

Quais são os tipos?

A acne é classificada de acordo com as lesões aparentes. A avaliação é feita a partir do tipo de lesão, características e intensidade. Os tipos vão do grau I (leve) até o V (severa):

  • acne comedônica: cravos pretos e comedões (grau I);
  • acne pápulo-pustulosa: espinhas inflamadas (grau II);
  • acne nódulo-quística: nódulos inflamados — espinhas internas — (grau III);
  • acne conglobata: conjunto de nódulos e cistos inflamados (grau IV);
  • acne fulminante (tipo raro da doença): as lesões são acompanhadas de febre, dor muscular etc. (grau V).

É possível ter acne em qualquer idade?

A acne costuma ser mais comum entre os adolescentes, mas também pode se manifestar em pessoas de todas as idades. Na adolescência, existem alterações hormonais intensas que podem desencadear a doença. Mas, essas alterações nos hormônios também podem ocorrer, por uma série de fatores, na fase adulta.

A acne na fase adulta pode acometer homens e mulheres, sendo mais comum entre o público feminino. Muitas mulheres com acne apresentam disfunções ovarianas, como a Síndrome dos Ovários Policísticos, por exemplo.

Dessa forma, é importante se investigar as causas da acne antes de iniciar o tratamento.  Além disso, o uso de alguns medicamentos e a utilização inadequada de cosméticos e maquiagens também podem provocar ou agravar a doença.

O que pode piorar?

Um dos principais erros que as pessoas cometem é lavar excessivamente as regiões afetadas pela acne, pensando que dessa forma controlarão o surgimento de novas espinhas.

Mas, ao fazermos isso, provocaremos o “efeito rebote”, ou seja, aumentando a produção de sebo/oleosidade da pele, podendo piorar a acne. No geral, o recomendável é lavar, sem exageros, duas vezes ao dia.

Espremer cravos e espinhas também é bastante comum e pode agravar o processo inflamatório das lesões na pele. Além do risco de ferimentos e infecções, o ato de espremer os cravos e espinhas, pode deixar a pele marcada com cicatrizes.

Portanto, dependendo do caso, uma limpeza de pele realizada por um profissional capacitado é o mais indicado.

Assim que a acne surgir procure ajuda médica! A maioria das pessoas não busca um dermatologista, utilizando um produto que a amiga indicou, apelando para as receitas caseiras ou comprando produtos aleatórios na farmácia.

Tudo isso pode piorar e agravar o problema, pois os tratamentos devem ser indicados pelo médico, de acordo com a acne e o tipo de pele de cada um.

Como é o tratamento?

Como citamos acima, existem diferentes tipos de acne, por isso, o tratamento pode variar de acordo com a acne apresentada. Para os casos mais leves da doença podem ser prescritos: sabonetes específicos e pomadas em gel de uso tópico nas áreas afetadas.

Esses medicamentos de uso tópico costumam conter antibióticos e outras substâncias que agem no combate à proliferação das bactérias que provocam a acne.

Nos casos moderados a severos da doença, também podem ser prescritos antibióticos de uso oral e outros tipos de medicamentos para complementar o tratamento. Nunca é demais lembrar que os tratamentos não devem ser interrompidos por conta própria.

Por que alguns remédios são tão fortes?

Quando a pessoa apresenta acne persistente, com bastante lesões, mesmo depois de já ter feito vários tratamentos, o uso de remédios orais mais fortes pode ser considerado pelos médicos.

O Roacutan (Isotretinoína), por exemplo, é utilizado para tratar casos de acne em que outros tratamentos realizados não surtiram efeito. Trata-se de um medicamento muito eficaz, com bons resultados.

Entretanto, essa medicação possui alguns efeitos colaterais e uma série de contraindicações.

Os efeitos colaterais mais frequentes durante o tratamento com o Roacutan, são: ressecamento da pele e secura nos olhos e lábios. Algumas pessoas se queixam de dor de cabeça, sangramento no nariz e gengivas, dores musculares, entre outros efeitos colaterais.

Por isso, o acompanhamento médico e a realização de exames laboratoriais são fundamentais durante todo o tratamento.

Quais são as principais contraindicações do Roacutan?

Esse medicamento não pode ser utilizado por mulheres grávidas ou que estejam querendo engravidar, lactantes, pessoas com doenças no fígado ou com alterações importantes nos resultados dos exames, realizados sempre antes de iniciar o tratamento.

Adolescentes poderão fazer o tratamento tomando o Roacutan com acompanhamento dos responsáveis. Todas essas questões serão avaliadas pelo médico, caso a caso.

O que pode ser feito depois com as cicatrizes de acne?

Existem alguns tipos de lasers e peelings que podem ser realizados durante os recursos terapêuticos e outros que são iniciados após o tratamento, para amenizar as manchas e cicatrizes. Tanto os peelings como o laser poderão ser realizados, considerando as características e as condições gerais da pele.

Sendo assim, vemos que é possível tratar a acne com bastante eficácia e segurança. Mas, antes de tudo, é fundamental que se saiba quais são as causas da doença, para que o tratamento seja realizado com sucesso. Se você tem acne, não deixe de procurar um dermatologista para fazer uma avaliação e iniciar o tratamento adequado. Quanto antes iniciá-lo melhor!

E aí, gostou no nosso post sobre tratamento de acne? Então, aproveite e compartilhe-o com seus amigos nas redes sociais! Vai que você ajuda alguém que sofre com esse problema?

Conheça os cuidados que você precisa tomar antes de iniciar um tratamento estético

O Brasil é o segundo colocado no ranking mundial de tratamentos estéticos. Isso significa que nós somos recordistas no número de cirurgias plásticas e tratamentos não invasivos, perdendo apenas para os Estados Unidos.

Sendo uma população tão vaidosa, é de se esperar que o brasileiro já saiba tudo sobre estética e beleza. Mas não é bem assim. Muita gente se deixa levar pela empolgação e se esquece de conferir alguns cuidados prévios essenciais para iniciar qualquer tratamento.

Antes de qualquer coisa, é preciso ter em mente que estética também é saúde. Os procedimentos vão muito além da beleza e, quando são realizados de forma inadequada, podem trazer consequências muito sérias para o indivíduo.

Por isso, neste post, vamos te ajudar a conhecer alguns cuidados básicos necessários antes de iniciar os tratamentos estéticos.

Pesquise a reputação da clínica

Atualmente, com a internet, fica muito mais fácil saber se um estabelecimento é confiável ou se deixa a desejar. Basta jogar o nome do local em sites como o Reclame Aqui, por exemplo, e verificar as classificações dadas pelos clientes.

Essa avaliação é muito importante para saber se a clínica é confiável, se os tratamentos oferecidos por lá são feitos com qualidade, se as pessoas que já frequentaram ficaram satisfeitas, se o atendimento é bom, entre outros.

Caso haja alguma reclamação, é preciso analisar os motivos pelos quais ela aconteceu. Por exemplo: se alguém não gostou da forma como foi tratado, se os profissionais não foram simpáticos com o cliente, já é um indício de que você provavelmente não terá um tratamento cortês naquele local.

Por outro lado, se a reclamação for por causa dos resultados de algum tratamento, é preciso considerar se, por acaso, o próprio cliente não contribuiu para isso.

Um exemplo é no tratamento de manchas. Normalmente, é preciso se manter afastado do sol para alcançar os benefícios do procedimento. Quando isso não ocorre, pode, inclusive, haver piora no quadro.

Por isso, na hora de avaliar a reputação de uma clínica de estética, o bom senso é fundamental. Se ficar na dúvida, faça uma visita sem compromisso, sinta o ambiente e só depois tome a decisão.

Procure saber sobre a formação dos profissionais

Depois de verificar a reputação do estabelecimento de estética, é hora de investigar se os profissionais que trabalham por lá são capacitados para realizar os procedimentos oferecidos.

É importante saber que tratamentos invasivos, como o botox, podem ser realizados apenas por médicos, especialmente os dermatologistas. Isso porque, no caso de alguma intercorrência, esses profissionais saberão socorrer o cliente.

Já os não invasivos, como a limpeza de pele, o peeling de diamante, entre outros, podem ser feitos por esteticistas, biomédicos estetas ou fisioterapeutas dermatofuncionais.

Todos esses profissionais são conhecedores da anatomia e da fisiologia da pele, sabendo a indicação de cada procedimento que lhe é permitido realizar e a maneira como deve ser feito.

Verifique as condições de higiene do estabelecimento

Esse é um detalhe fundamental que deve ser observado antes de iniciar os tratamentos estéticos. A higiene é tão importante que a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) criou regras específicas para estabelecimentos desse setor.

Entre essas normas podemos citar a utilização de lençóis de maca, máscaras, luvas, toucas e agulhas descartáveis — essas, aliás, devem ser colocadas em recipiente específico após o uso, os chamados Descarpack, para não se misturarem ao lixo comum.

Outro ponto a ser verificado é a data de validade dos cosméticos utilizados. No caso daqueles que forem envasados em recipientes diferentes dos originais, é preciso haver uma etiqueta mostrando informações como a data do envase, a validade e o nome do responsável.

Além disso, a limpeza geral do ambiente — superfícies sem poeira, paredes e chão limpos, por exemplo — são detalhes que não devem passar despercebidos.

Não inicie tratamentos estéticos sem fazer a anamnese

Antes de começar qualquer tratamento é preciso passar por uma avaliação feita por um profissional capacitado. Esse procedimento recebe o nome de anamnese.

Nela, haverá perguntas sobre as condições gerais de saúde do cliente, seu histórico de doenças, medicamentos de que faz uso, entre outros. Também será possível definir a queixa principal a ser tratada, fazer um diagnóstico preciso e pesquisar se há alguma contraindicação para o tratamento proposto.

Atualmente, existem várias tecnologias que auxiliam a tornar a anamnese um procedimento cada vez mais seguro e confiável. Um exemplo é o Sistema 3D que faz uma análise completa da pele, avaliando flacidez, manchas, vasos, poros e rugas.

Com essas informações, é possível monitorar o tratamento e fazer comparativos periódicos para saber como anda a evolução do cliente. Deste modo, os resultados se tornam ainda mais visíveis e comprováveis.

Desconfie dos milagres

Acabar com a celulite com apenas uma sessão? Rejuvenescer dez anos em um dia? Um sonho, porém, pouco provável. Promessas muito milagrosas como essas devem ser encaradas com os dois pés atrás.

Geralmente, a maior parte das reclamações de clientes de serviços de estética está relacionada aos resultados insatisfatórios. Muito disso é causado pelo fato de a promessa ter sido muito grande.

A clínica que vai realizar o trabalho precisa deixar bem claro o número de sessões necessárias, além de informar, quando for o caso, que o procedimento vai apenas amenizar o quadro, e não resolvê-lo totalmente.

Sem contar que, na maioria das vezes, o resultado depende muito da colaboração do cliente. Atitudes como manter uma alimentação equilibrada, praticar atividades físicas, além de seguir o protocolo indicado para o home care — cuidados a serem tomados em casa —, são muito importantes para o resultado final.

Outro detalhe é somente aceitar realizar procedimentos que tenham a sua eficácia comprovada. Isso porque novos tratamentos surgem todos os dias, mas nem sempre eles têm embasamento científico que garantam os seus efeitos e benefícios.

Em suma, o ideal é que o cliente desconfie sempre. Nada de acreditar em soluções milagrosas ou procedimentos desconhecidos. Lembre-se: a saúde e a segurança vêm em primeiro lugar!

Agora que você já sabe os cuidados que deve tomar antes de iniciar os tratamentos estéticos, que tal agendar um horário com a gente? Entre em contato e marque a sua avaliação!

Tratamento para celulite: 4 coisas que você precisa saber

Quem não quer ter um corpo bonito e uma pele firme e lisa para mostrar na praia? A celulite pode acabar com o ânimo de qualquer pessoa na hora de colocar um biquíni ou mesmo um short mais justo ou vestido mais curto. Para evitar esse tipo de problema e tratá-lo, você pode investir em um bom tratamento para celulite.

O que é a celulite?

Também bastante conhecida como “casca de laranja” a celulite é caracterizada por pequenos “furinhos” que aparecem na pele. Isso ocorre quando há um acúmulo de gordura entre as fibras que unem a camada muscular ao tecido epitelial (à pele).

Por conta disso, a gordura concentrada em pequenos pontos acaba por empurrar a pele que, por sua vez, acaba sendo puxada para baixo. Esse mecanismo é o responsável por criar aquele aspecto de casca de laranja e as ondulações na camada superficial do tecido cutâneo.

E não é apenas o acúmulo de gordura por si só que pode ser considerado celulite. Como o próprio nome já diz, a celulite significa uma inflamação na célula. A gordura gera um processo inflamatório que, por sua vez, provoca edema. Esse líquido é a principal causa da aparência da pele.

Quais são as causas da celulite?

As causas da celulite são várias, porém, primeiro é preciso compreender que, biologicamente falando, a mulher tem maior probabilidade a ter se celulite que o homem por conta quantidade de gordura no corpo que, naquela, é bem maior.

É por isso que a celulite e tão comum nas mulheres e justamente nas partes do corpo onde o acúmulo de gordura é maior como coxas, nádegas e quadris. Até mesmo a forma como as fibras se organizam na pele da mulher, favorece o aparecimento das celulites.

Outro fator que deve ser levado em consideração é a idade. Pessoas mais velhas têm mais chances de ter uma quantidade maior de celulite. Isso se deve ao fato de que quanto mais o tempo passa, menor é a nossa produção de colágeno. Essa flacidez do tecido favorece o aparecimento dessas ondulações e “furinhos”.

Há outros fatores que interferem e que favorecem o aparecimento:

  • alimentação ruim, rica em frituras e carboidratos;
  • metabolismo lento por questões patológicas como o hipotireoidismo;
  • alterações hormonais;
  • falta de exercícios físicos;

Assim, os seus hábitos alimentares e os seus cuidados com a sua saúde contribuem muito para acentuar ou reduzir os problemas com a celulite.

Como tratar a celulite?

Existem diversos tratamentos para a celulite e a escolha dependerá de alguns fatores como o grau em que ela se encontra:

  • Grau 1: só aparece quando a pele é pressionada;
  • Grau 2: não é necessário nenhum estímulo para visualizá-la;
  • Grau 3: apresenta “furos” e ondulações mais profundas podendo gerar, inclusive dor;

Veja abaixo quais são os principais tipos de tratamento para esses problemas e descubra qual seria o melhor para você.

1. Exilis

Um tratamento realizado por meio de radiofrequência não invasiva que, além de eliminar a flacidez e a celulite, também ajuda a diminuir a gordura localiza.

É uma das grandes novidades em estética desse ano e já se tornou famoso por conta da sua eficácia. Trata-se de um aparelho que emite ondas de radiofrequência e, por meio disso, consegue estimular a produção de colágeno pelo organismo.

Isso ocorre por causa do calor que as ondas geram dentro da pele, estimulando o metabolismo a produzir mais dessa proteína. A temperatura se eleva, mas de uma forma discreta, confortável e totalmente suportável.

A sessão dura em torno de 40 minutos e o procedimento pode ser realizado em diversas partes do corpo como face, glúteos, braço, costas, culotes e outras. Mesmo depois da sessão, é possível continuar com suas tarefas do dia a dia normalmente e, em alguns casos, já é possível ver algum resultado na primeira sessão.

O procedimento é realizado da seguinte forma:

  1. aplica-se um gel na região a ser tratada para que a ponteira deslize mais facilmente;
  2. uma placa que serve para a condução das ondas também é posicionada próxima à região;
  3. a ponteira começa a realizar movimentos curtos e circulares e provoca o aquecimento da região.

A quantidade de sessões depende de pessoa para pessoa, mas a média é de 4 sessões, com o intervalo de 1 semana entre elas. Para fazer a manutenção, é necessária uma nova sessão a cada 3 meses. Pessoas que possuam implantes metálicos, marcapasso e gestantes são contraindicadas para esse tipo de tratamento.

2. Sculptra

O objetivo desse tratamento é deixar a pele mais homogênea e nivelada. Sculptra é uma substância produzida em laboratório que, quando injetada na camada mais profunda da pele, consegue preencher aquelas áreas que estão deprimidas e que formam pequenos buracos na pele.

Além disso, ela também age estimulando a produção de colágeno, ajudando a combater a flacidez da pele e assim, eliminando a celulite.

Por ser um tratamento invasivo, ele só pode ser realizado por profissionais que tenham cursos específicos e capacitação no assunto. São necessárias de uma a três sessões, que devem acontecer a cada 30 ou 40 dias, para que as fibras de colágeno tenham tempo para se reestruturar.

Após cada sessão, é indicado à pessoa não expor ao sol a parte tratada por uma semana, aplicar compressas frias, realizar massagens suaves no local e não usar roupas apertadas.

3. Velashape III

O Velashape já é um aparelho conhecido dos profissionais para o tratamento da celulite, mas uma nova versão já está no mercado e o Velashape III, como o próprio nome já diz, é 3 vezes mais potente que os outros. Ele consegue tratar os furinhos indesejados que a celulite causa e ainda consegue resolver a flacidez e a gordura localizada.

Ele pode ser aplicado nas mais diversas regiões do corpo:

  • braços;
  • flancos;
  • coxas;
  • braços;
  • glúteos;
  • panturrilha;
  • região abdominal.

Essa técnica combina o infravermelho e a radiofrequência numa ponteira que realiza vácuo, calor e massagem ao mesmo tempo. A temperatura da pele pode chegar a 45°C, o que pode incomodar algumas pessoas. Esse mecanismo é o responsável por dissolver as células de gordura e também ajuda na síntese de colágeno.

O que fazer para evitar a celulite?

Como já diz o ditado, prevenir é melhor que remediar. Além do mais, ainda que você realize os tratamentos, sempre há a possibilidade da celulite retornar se não houver alguns cuidados com hábitos diários que são:

  • não use roupas apertadas como calça jeans;
  • evite ficar muito tempo sentada, pois isso prejudica a circulação linfática e sanguínea;
  • não consuma alimentos gordurosos como frituras, feijoadas, sorvetes e outros;
  • modere a quantidade de sal e evite alimentos industrializados por conta da quantidade de sódio;
  • dê preferência aos alimentos integrais e ricos em fibras como frutas, legumes e versões integrais de pão, arroz e outros;

Viu que existem diversas formas de resolver esse problema? Importante lembrar que não adianta fazer todos esses tratamentos e continuar com os hábitos antigos. Nesse caso, o efeito será apenas momentâneo. Mas se você deseja algo duradouro, passe a se alimentar de forma mais saudável e pratique exercícios.

Quer saber mais sobre como fazer o tratamento da celulite e ainda ficar sabendo de outras dicas de estética e beleza? Então siga-nos nas redes sociais: Facebook e Instagram!

Entenda como funciona o tratamento com botox

O tratamento com botox é um dos tratamentos estéticos faciais mais solicitados pelas pessoas e é bastante popular entre os famosos. Na verdade, o que é aplicado é a toxina botulínica, já que botox é apenas um nome comercial. Há outros nomes, como Xeomin e Dysport e, assim como o nome, a composição da substância varia em cada prestador de serviços.

A marca Botox ficou mais conhecida aqui no Brasil por ter sido a primeira a ser aprovada pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária).

Vamos saber agora o que é a toxina botulínica, como ela atua no nosso corpo e porque é um dos procedimentos preferidos por muita gente!

O que é o botox?

A toxina botulínica, mais conhecida como botox, é feita a partir de uma bactéria chamada Clostridium botulinum, que é o mesmo agente causador do Botulismo. Muitos podem se assustar ao ler essa informação, mas isso não é necessário, já que esse agente, após manuseado em laboratório, não oferece risco algum.

Após passar pelo processo de industrialização, a toxina botulínica fica purificada e não contém quantidade suficiente de bactérias para causar a doença. É como acontece, por exemplo, nas vacinas, as quais contêm uma porção do vírus, mas tão pequena que é incapaz de causar qualquer mal à saúde.

Como isso funciona dentro do corpo?

O envelhecimento é algo inevitável e muitos tentam retardar esse processo. Muitos fatores podem acelerá-lo, como se alimentar de produtos industrializados, ter hábitos alimentares ruins, beber muito álcool e fumar, não praticar atividades físicas, se expor ao sol sem proteção, entre outros, que deixam marcas no rosto.

A queda na produção de colágeno também é um problema, já que essa proteína oferece maior elasticidade e consistência da pele. Quanto menos colágeno temos, mais linhas de expressão e rugas tendem a aparecer.

Por conta disso, muitos procuram as clínicas dermatológicas e optam pela aplicação do botox. O mecanismo de ação da bactéria fez dela a escolha perfeita para o objetivo dessa técnica. A escolha se deve ao fato de ela bloquear os sinais que os nossos músculos enviam ao cérebro para realizar o movimento e isso é visto de forma clara no Botulismo. Então, os cientistas utilizaram a mesma ideia na aplicação para fins estéticos: paralisar parcialmente ou totalmente a musculatura.

Assim, o músculo relaxa, já que não se movimenta mais, e as linhas de expressão se suavizam, algo que pode ser visto de forma quase que instantânea.

Porém, é bom lembrar que esse bloqueio neuromuscular é temporário; afinal de contas, o natural é que os músculos se movimentem. Portanto, depois de um certo tempo, as informações acabam encontrados outros meios e caminhos para chegar até o cérebro e realizar a contração dos músculos da face. O nosso corpo tem um funcionamento bastante inteligente.

Para quais casos o tratamento com botox é indicado?

O tratamento é indicado para pessoas de quase todas as idades, pois não há restrição nesses casos. Mas é necessário usar o bom senso, afinal de contas, não há motivo, por exemplo, para um adolescente saudável realizar esse tipo de procedimento.

Portanto, a aplicação é mais indicada para pessoas acima dos 25 anos – idade na qual a produção de colágeno começa a declinar – ou a qualquer momento em que os sinais do tempo comecem a incomodar. A toxina é indicada para os casos de:

  • linhas que aparecem na testa e entre as sobrancelhas;
  • ao redor dos olhos, o famoso “pé de galinha”;
  • o bigode chinês (linha de expressão que aparece entre o nariz e a boca).

Há também outras áreas do rosto nas quais é possível aplicar o botox, mas isso deve ser avaliado pelo especialista no momento da consulta.

Como é realizado o procedimento?

A toxina chega à clínica em frascos na forma de pó e é diluída em soro fisiológico para que possa ficar numa consistência mais fluida e ser aplicada com a ajuda de uma agulha. Para a aplicação, é necessário determinar uma distância de 1,5 cm entre a região que precisa ser tratada e a que não precisa. Antes, pode ser necessário aplicar uma anestesia tópica, caso a pessoa prefira.

Lembrando que o procedimento deve ser realizado apenas com um profissional especializado e numa clínica que ofereça o aparato necessário. O ideal é checar todas as informações do médico e comprovar que são verdadeiras, além de verificar se ele é membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia

Quanto à dosagem, o especialista sempre deve optar, no primeiro instante, pela dose mínima efetiva, ou seja, uma quantidade mínima que seja capaz de oferecer os resultados desejados. Essa dosagem dependerá muito da área de aplicação e será calculada pelo médico.

O resultado dura por quanto tempo?

Após a aplicação, você começará a notar algumas diferenças a partir do segundo até o quinto dia da aplicação e, em duas semanas, os resultados do procedimento ficam ainda mais evidentes.

Como falamos, o botox causa a paralisação da musculatura, mas o corpo acaba encontrando outros caminhos para fazer com que as informações dos movimentos musculares cheguem até o cérebro. Por conta disso, o resultado da aplicação dura, em média, de 3 a 4 meses, mas pode ser que dure até 6 meses!

Para fazer uma nova aplicação, é necessário esperar por, pelo menos, um período de 3 meses. Se esse prazo não for respeitado, pode ser que o botox não faça mais efeito depois de um certo tempo, como se o corpo se “acostumasse” com os efeitos.

Isso acontece muito com as medicações que tomamos para dor de cabeça, por exemplo. Como a toxina botulínica é uma substância biológica, acontece da mesma forma. Porém, o tempo ideal de espera é de 6 meses a 1 ano para realizar uma nova aplicação.

Existem contraindicações?

Assim como qualquer outro procedimento, a aplicação de botox apresenta algumas contraindicações. Por exemplo, se você for alérgico a algum dos componentes da fórmula, essa técnica não poderá ser aplicada.

Pessoas gestantes, lactantes, com problemas imunes, neuromusculares ou que usem alguma droga que interfira na coagulação sanguínea ou na transmissão do impulso nervoso também não podem realizar o procedimento.

Está pensando em fazer tratamento com botox? Entre em contato conosco e tire todas as suas dúvidas a esse respeito!

Agende sua consulta